Foto Pérssio Basso

Reuniu esta quarta-feira, pelas 11 horas, por videoconferência, a Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC) de Vila Nova da Barquinha, tendo como ponto principal na Ordem de Trabalhos proceder a uma avaliação da evolução do surto epidémico do COVID-19 e a adoção de novas medidas preventivas.

Convocada pelo Presidente da Câmara Municipal, Fernando Freire, nesta sessão foi deliberado manter o Plano de Contingência do Município, adaptado à nova realidade. Foi igualmente definida a manutenção do Centro de Acolhimento instalado no Pavilhão Desportivo da Praia do Ribatejo (34 camas), assim como o Lar e Residência Autónoma da Associação de Paralisia Cerebral de Vila Nova da Barquinha – APCVNB, na Moita do Norte (17 camas), dispositivo montado pelo Município no âmbito do Plano Operacional Municipal Covid-19.

Na ocasião o responsável pelo executivo fez o último balanço do número de casos confirmados no concelho (7), estando recuperados na sua totalidade, dando conta da inexistência de casos em vigilância ativa.

Está em curso a realização de testes ao Covid-19 aos funcionários das Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), nomeadamente aos colaboradores da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha, Fundação Dr. Francisco Cruz na Praia do Ribatejo, e do Lar Quinta da Margarida, na Atalaia. A testagem aos trabalhadores das restantes respostas sociais do concelho será agendada para breve. Foram também testados cerca de 60% dos elementos do Corpo de Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha.

Fernando Freire apresentou na reunião o seu Despacho 3/2020, emitido no dia 8 de maio de 2020, que definiu a retoma do atendimento presencial nos serviços municipais desde o dia 11 maio, entre outras medidas. Foi analisada a suspensão da realização de qualquer tipo de evento ou festividade que implique a concentração de pessoas até 30 de setembro, ou até, após nova avaliação pela CMPC.

A comissão analisou e emitiu parecer sobre a Proposta de Deliberação apresentada na reunião de executivo camarário de hoje, dia 8 de maio, sobre as visitas ao Castelo de Almourol e Centro de Interpretação Templário, na sequência de Protocolo celebrado entre o Município e o Exército Português, prevendo-se a reabertura do monumento nacional para o próximo dia 18 de maio. As travessias fluviais passam a ser feitas exclusivamente do cais junto ao castelo, com um limite máximo de 10 passageiros por embarcação, todos os dias da semana, até 30 de setembro, no horário entre as 9h e as 19h. O valor do ingresso mantem-se nos 4€ e inclui a visita ao Centro de Interpretação Templário. Serão adotadas as regras de segurança determinadas pelas autoridades de saúde, como o uso de máscara, higienização das mãos e distancia social obrigatórias, entre outras medidas.

Relativamente ao Ensino, o Diretor do Agrupamento de Escolas informou que estão reunidas todas as condições para o reinício das aulas em regime presencial na Escola D. Maria II, no dia 18 de maio, tendo presente o Plano de Contingência do Agrupamento, que poderá ser consultado no site daquele estabelecimento em escolasbarquinha.pt. A Creche da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha reabre no dia 1 de junho.

Por definir ficou a data do reinício das visitas aos idosos das Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), bem como os respetivos procedimentos de segurança.