O Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento comunicou ao EOL, que afinal o caso suspeito comunicado às 13 horas como 1º caso infetado, não se confirma e continua como caso em vigilância ativa, prometendo uma comunicação em vídeo, aos munícipes ainda durante a tarde, que publicaremos.


Ponto da situação às 13 horas de 31/3 | Entroncamento regista o 1º caso de infeção e os casos em vigilância ativa são agora 3

O ponto de situação no Entroncamento realizado, às 13h00, desta terça-feira, dia 31 de março registava o 1º caso de infeção confirmado. Trata-se de um habitante do Entroncamento que regressou no dia 20 de março de comboio e que até agora tem-se mantido isolado, encontrando-se estável. O número de casos em vigilância ativa é hoje de 3.

A Câmara Municipal do Entroncamento e o Serviço Municipal de Proteção Civil fazem diariamente o ponto de situação em relação à pandemia do Covid-19, no concelho do Entroncamento.

Legenda: Casos Confirmados – Caso que tenha sido validado pelo SNS/DGS e pelo Médico da LAM; Casos em Vigilância Ativa – Caso em Monitorização Diária pela Autoridade de Saúde (AS) durante 14 dias (o período máximo de incubação da doença desde a data da última exposição; Casos em Vigilância Passiva – Caso que a Monitorização é feita pelo Próprio, durante 14 dias desde a última exposição.

Números no Médio Tejo às 16h10 de segunda-feira, dia 30 de março. Continua a divergência entre os números divulgados pela Câmara Municipal do Entroncamento, para os casos em vigilância ativa e os divulgados pela ACES Médio Tejo.

Jorge Faria, Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento apresentou a justificação que lhe deram e que teia a ver com o facto da ACES do Médio Tejo apresentar o total de suspeitos que estiveram em vigilância ativa e a CME/SMPC, contabilizam os suspeitos atualmente em vigilância e não os que já estiveram.

O EOL contactou a ACES Médio Tejo solicitando uma justificação, mas até ao momento não foi dada.

A nível nacional o número de mortos subiu para 160, mais 20 do que ontem (anteriormente mais 21), os infetados são agora 7443 mais 1035 que ontem (anteriormente mais 446) e os casos recuperados mantém-se nos 43 há quatro dias.