A Confraria da Cerveja junta-se à data comemorativa com a apresentação de um hino interpretado pela banda portuguesa The Lucky Duckies e com a criação do movimento #VivaCerveja que desafia todos os portugueses, na próxima sexta-feira, dia 7 de agosto, à partilha de Brinde à Cerveja no seu local preferido, como forma de apoio à categoria e ao canal Horeca, uma iniciativa que conta também com o apoio da AHRESP.

O Dia Internacional da Cerveja, marcado este ano para o dia 7 de agosto, sexta-feira, será celebrado em Portugal ao tom do “Viva a Cerveja”, um tema criado e interpretado pela banda “The Lucky Duckies” que dá corpo ao primeiro hino em língua portuguesa que homenageia a Cerveja, os seus consumidores, confrades, Produtores de cevada e lúpulo, cervejeiros e toda a sua cadeia de valor que hoje emprega cerca de 80.000 pessoas.

A música é da autoria do vocalista dos “The Lucky Duckies” e Confrade da Cerveja, Marco António, e a letra é de Fernando Gomes dos Santos, sonoplasta da banda. O tema “Viva a Cerveja” conta com o apoio e divulgação da Confraria da Cerveja por ilustrar o melhor da Cerveja através da música: as suas pessoas, a diversidade de sabores, os momentos de partilha e o convívio social.

Incentivando a um movimento de apoio ao setor cervejeiro e ao canal Horeca, fortemente impactados pela atual pandemia, a Confraria da Cerveja e a AHRESP –  Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal desafiam ainda todos os portugueses a partilhar o seu brinde à cerveja nas redes sociais, no próximo dia 7 de agosto, com a hashtag #VivaCerveja e marcando o seu local preferido para degustar uma cerveja, seja um café, esplanada, restaurante ou hotel.

O Dia Internacional da Cerveja é comemorado, todos os anos, na primeira sexta-feira de agosto. Esta efeméride foi inventada em 2007, em Santa Cruz da Califórnia, e começou por ser uma celebração apenas no bar dos seus fundadores, expandindo-se até se transformar num evento mundial, assinalado em mais de 50 países. A Confraria da Cerveja junta-se a esta data comemorativa, não só pelo sentido de união mundial com os produtores de várias nações e culturas, como para celebrar os momentos de convívio, de gastronomia, lembrar quem a produz e quem a serve, bem como realçar a importância da cerveja para economia nacional.

Rui Lopes Ferreira, Grão-Mestre da Confraria da Cerveja assinala que “neste ano particularmente desafiante para todos os setores, pretendemos celebrar esta data assinalando dois denominadores comuns à paixão pela Cerveja – a música e todos os estabelecimentos que asseguram que a melhor cerveja seja servida à mesa dos portugueses. A par de cervejeiros, microcervejeiros, agricultores, distribuidores, comerciais, clientes, fornecedores e apreciadores, também eles contribuem para expansão cultural da Cerveja”.

Marco António, vocalista e manager da banda Lucky Duckies, confirma que “na qualidade de Confrade da Cerveja, intérprete, e acima de tudo português, é uma grande honra dar voz a uma homenagem à Cerveja e à Cultura Cervejeira. Criámos esta peça que simboliza um produto único e que nunca é dispensada nos bons momentos. Esta data é a oportunidade perfeita para tornar público, não só o meu, como o agradecimento de todos ao que melhor se faz em Portugal em matéria de Cerveja. É papel que encaro com grande orgulho e responsabilidade”.

A Cervejeiros de Portugal assinala ainda este dia com um apelo à degustação responsável de uma das mais antigas bebidas fermentadas feitas pelo homem – feita à base de cevada, lúpulo, água e levedura – , sendo ainda a única bebida alcoólica que tem uma variante sem álcool, mas que responde às expetativas dos consumidores e amantes da Cerveja.