Os clientes do Santander Portugal, particulares e empresas, que tenham tido uma redução dos seus rendimentos já podem solicitar a adesão às moratórias que o Banco decidiu criar para os créditos que se encontrem em situação regular.

Assim, o Banco Santander Portugal, na sequência do anúncio efetuado na passada 2ª feira e dos esclarecimentos prestados ontem pela EBA – European Banking Authority, disponibilizou já hoje aos seus clientes particulares e pequenas e médias empresas o acesso a uma moratória sobre os seus créditos.

Esta possibilidade já está em vigor através do Netbanco (sítio) do Santander Portugal (www.santander.pt) desde o início da madrugada de hoje, dia 26 de Março, e pode ser concretizada pelos clientes mesmo antes de completamente definido o enquadramento do regime destas moratórias que tem estado em discussão entre o setor e as autoridades oficiais. A medida visa dar uma resposta rápida às necessidades de liquidez imediatas.

Com um pedido efetuado de forma simples e sem qualquer burocracia o Santander possibilita às 250 mil famílias que têm crédito habitação no banco, aos clientes que têm crédito pessoal e às 67 mil empresas que se financiam junto do banco a possibilidade de, tendo tido redução dos seus rendimentos, terem desde já a suspensão do processamento das suas prestações e adesão à moratória do banco que permite a carência de capital de 6 meses na vasta maioria dos produtos comercializados pelo Santander.

Caso venha a ser aprovada uma moratória legal os clientes que venham a preencher os requisitos para enquadramento nesta moratória terão uma transição automática para este regime.

De acordo com a Comissão Executiva do Banco, “com esta medida o Santander Portugal espera contribuir de forma simples, flexível e célere para o alívio imediato das preocupações orçamentais e financeiras dos seus clientes, sejam famílias sejam empresas, numa altura em que mais precisam do apoio do seu banco. A possibilidade de adesão sem sair de casa e da forma mais desburocratizada possível permite o processamento imediato deste regime excecional para que os clientes que atravessam temporariamente dificuldades de tesouraria tenham a necessária ajuda em tempo útil.”