A ACR Carvalhos Figueiredo disputou pela primeira vez na sua história a Taça de Portugal. Em casa emprestada (Pavilhão D.Nuno Álvares Pereira), a equipa comandada por João Venâncio, recebeu o GD Mata/AAUBI, equipa que disputa a II Divisão Nacional, escalão acima daquele dos tomarenses. Começou melhor a ACR, inaugurando o marcador por Marco “Mantorras” Ferreira já perto do intervalo. O marcador só voltaria a mexer sensivelmente a meio da segunda parte, quando o GD Mata igualava a partida. O jogo foi entrando numa incerteza, embora com sinal mais para o emblema que veio da Covilhã, que acabaria por chegar à vantagem já bem perto do final do tempo regulamentar, quando o cronómetro assinalava faltarem apenas 1minuto e 5 segundos para o término. Bom trabalho dos tomarenses, insuficiente no entanto para levar de vencida o adversário do escalão acima. Continuam em prova SC Ferreira do Zêzere, CB Golegã e CA S. Vicentense, isentos nesta 1ª eliminatória.

Taça de Portugal Feminina – 1ª Eliminatória

FutAlmeirim 0-7 Alenquer RC

VC Santarém 10-2 GDC Baronia

No sector feminino, sortes bem distintas nas representantes do distrito. O FutAlmeirim, que jogou primeiro, perdeu em casa no Sábado por 0-7 com o Alenquer RC e o Vitória Clube de Santarém recebeu e goleou no Domingo o GDC Baronia por 10-2 na Nave do Pavilhão Municipal de Santarém. Seguem em frente as “scalabitanas” de Leonor Meneses, ficam pelo caminho as almeirinenses de Inês Lopes.

Campeonato Distrital de Futsal – Série A

Juv.Ouriense 3-6 CD “Os Patos”

O pavilhão do Caneiro recebeu o jogo entre a Juventude Ouriense e o Clube Desportivo “Os Patos”,  único do campeonato distrital disputado este fim de semana, referente a jogo em atraso da 3ª jornada. Um jogo muito disputado, nem sempre bem diga-se de passagem, mas onde a maior experiência colectiva da equipa do Rossio ao Sul do Tejo acabou por vir ao de cima. Os comandados de Hélder Rodrigues assumem assim a liderança da Série A, enquanto que a JO de João Lino tem agora 1 vitória e 1 derrota no seu histórico.

Notas:

A Juventude Ouriense em comunicado no passado dia 19 de Novembro, decidiu suspender todos os treinos até entenderem que as condições de saúde pública são as mínimas para retomar, cumprindo na mesma o calendário de jogos definido. Uma decisão corajosa do emblema ouriense, que quer evitar os constrangimentos laborais e os riscos de saúde sempre que algum caso positivo é detectado no seio do plantel, que relembre-se, é inteiramente amador.

Também o SC Ferreira do Zêzere viu serem detectados casos positivos de COVID 19, o que impediu a ida até Castelo Branco, para acerto de jogo em atraso frente à AR Boa Esperança, jogo que já tinha sido adiado devido à pandemia, na altura por terem sido detectados casos positivos no emblema albicastrense.

A situação pandémica é agora infelizmente muito pior do que quando as competições foram interrompidas no início do ano. Não será melhor parar umas semanas para também o desporto ser responsável pelo achatamento e redução desta segunda vaga??

Xavier Costa