Foto Lúcia Veríssimo

Este domingo, dia 11 de outubro, o Entroncamento Atlético Clube recebeu no Campo de Jogos do Bonito o Atlético Clube Alcanenense e perdeu por 2-0.

Paulo Costa, presidente do EAC, não esconde, em conversa com o EOLTV, que manter a permanência do clube na 1.ª Divisão Distrital vai ser “um processo muito difícil e longo”, até porque “o campeonato vai ser extremamente competitivo”, mas acredita que a equipa que preside vai estar à altura do desafio.

Tem como intento não só que a equipa se mantenha na primeira divisão, mas sobretudo “dar oportunidade aos jovens da terra de fazerem o seu processo de crescimento em termos desportivos (…) e tornar a equipa cada vez mais competitiva.”

A situação covid-19 impediu os adeptos de assistir ao jogo dentro do recinto desportivo, mas não os moveu de apoiar a equipa nas imediações. De bandeira e faixa na mão e camisola vestida, foram muitos os que se fizeram sentir presentes nesta tarde de domingo. Entre cânticos e palavras de apreço, a união que une adeptos e jogadores chegou às quatro linhas de campo. “É esse um dos motivos que nos faz andar e que nos dá alegria, que é ver toda esta cultura jovem – e não só – a apoiar um projeto que iniciou há relativamente pouco tempo e que também não querem ver acabar”, confessa o presidente do EAC. O mesmo acrescenta ainda que “juntar gerações é de facto uma vitória”.

No próximo domingo, dia 18 de outubro, o EAC defronta o Coruchense.

Lúcia Veríssimo