Foto EOL

O Museu Nacional Ferroviário assinalou este sábado, dia 18, Dia Internacional dos Museus, o seu 4º Aniversário, com portas abertas.

Ana Fontes, Diretora do Museu referiu com entusiasmo a programação das comemorações que estavam a decorrer quando falou com o EOLtv. O entusiasmo com que se refere ao Museu Nacional Ferroviário é contagiante e está a alavancar a imagem do Museu, que precisamente nesta tarde apareceu numa peça do jornal da tarde da TVI.

Durante a tarde na Nave das carruagens decorreu uma interessante conversa sobre as diferentes profissões na ferrovia, contando com a presença de ferroviários de diferentes áreas e entidades do setor, num ambiente informal de debate e partilha. O EOLtv captou a intervenção de Carla, maquinista da CP na linha de Sintra há 20 anos.

Completamente esgotada desde muito cedo decorreu mais uma edição da visita temática “A Bordo”, na qual poderá descobrir alguns dos detalhes e segredos de locomotivas, carruagens e salões emblemáticos da coleção do Museu. A participação era gratuita, limitada aos primeiros 20 participantes inscritos.

Durante a tarde foi apresentado o Locotrator Drewry CP 1002, que regressou à exposição permanente após a intervenção de restauro, numa apresentação que abordou os bastidores de todo o processo.

Os visitantes puderam ainda acompanhar mais uma sessão de restauro da Automotora Nohab 0111, um projeto desenvolvido em parceria com a APAC – Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro.

O dia terminou com um concerto do grupo “Discantus Projeto” , projeto musical fundado pelos guitarristas e compositores Carlos Sanches e Leopoldo Gouveia.