Foto Carlos Dionísio

Foi aprovado na reunião de Câmara extraordinária, desta terça-feira, dia 11 de junho, o projeto de execução e as peças para o concurso público para a empreitada referente à “Estabilização das Margens da Albufeira do Parque do Bonito”.

Nos últimos anos, a albufeira do Parque Verde do Bonito, tem sofrido alguns problemas de estabilidade nas margens devido à erosão. Assim, torna-se necessária e urgente uma intervenção estruturada nas margens de forma a garantir a segurança dos visitantes do Bonito e a maior longevidade das infraestruturas daquele espaço.

A intervenção apresentada tem como objetivos a remoção de espécies vegetais exóticas invasoras; estabilidade de taludes e margens; controlo de erosão e retenção de sedimentos em taludes e margens; reabilitação ecológica; melhoria do sistema de drenagem e limpeza e recuperação das estruturas de madeira existentes.

Os trabalhos contemplam a utilização de técnicas de engenharia natural, as quais permitem solucionar problemas estruturais de estabilização geotécnica e hidráulica e projetam ecossistemas em equilíbrio dinâmico, ou seja, recorrendo à utilização de materiais construtivos vivos (sementes, plantas etc.), combinados com materiais naturais e artificiais, para obtenção de resultados eficazes e uma paisagem harmoniosa.

A empreitada terá um prazo de execução de 180 dias e representará um investimento do Município de cerca de 300.000,00€.

A proposta agora aprovada pela Câmara Municipal, seguirá para aprovação da Assembleia Municipal.