PUB

O “Campeonato Nacional de Clubes da 3ª Divisão” decorreu no passado dia 30 de novembro de 2019 na cidade de Sines, numa organização conjunta da Federação Portuguesa de Natação (FPN) com a Associação do Alentejo, tendo participado 429 nadadores (223 masculinos e 206 femininos) em representação de 46 clubes no total respeitante a 32 equipas masculinas e 32 equipas femininas. Os Campeonatos Nacionais de Clubes, é a prova da natação portuguesa mais emblemática, porque é onde se vive o verdadeiro “espírito de equipa”, espírito de missão, desportivismo, companheirismo e verdadeiro empenho à boa moda dos mosqueteiros” um por todos…. todos por um. Foi com este lema que a Equipa do CLAC composta pelos nadadores: Miguel Barroqueiro licenciado em economia; João Afonso Gonçalves estudante Universitário 2º ano de engenharia Informática; João Rosa, Engenheiro, Luís Vina, Médico e José Sousa estudante de engenharia 1º ano, colocaram o clube no patamar nacional, num ambiente frenético e de grande emoção extraordinariamente vibrante. A concentração dos nadadores teve que ser constante porque um erro podia originar uma desclassificação e por isso não dar pontos à equipa ou ser excluída do campeonato. Foi exatamente o que aconteceu com a equipa do União de Coimbra sempre em 2º lugar e na zona de subida até á fatídica prova dos 100 livres em que um nadador seu chegou atrasado ao local de controlo e de chamadas.

A participação do Clube de Lazer, Aventura e Competição do Entroncamento (CLAC-Entroncamento) no Campeonato Nacional de Clubes, foi apenas com a equipa masculina. Com orientação do técnico Luís Domingues e delegada pela Cecília Gonçalves, os nossos rapazes fizeram provas fantásticas, muito sofridas como foi o caso dos nadadores mais sacrificados em prol da equipa Luís Viana e João Rosa. Foi com grande empenho, incentivo, muito sofrimento e esforço, permitindo, por isso, alcançar o 24º lugar da classificação geral de equipas (em 32 equipas) e assim, continuar a garantir a presença na 3ª Divisão Nacional de Clubes na próxima época 2020/21.

A equipa do CLAC bastante desfalcada em relação a edições anteriores, conseguiu a manutenção muito cedo fruto de grandes marcas alcançadas. Não saíram recordes pessoais, mas foram muitos tempos em cima dos recordes pessoais. Quase todos os tempos foram os segundos melhores tempos de sempre destes nadadores. A prova mais extraordinária foi a última a estafeta de 4×100 estilos onde a equipa esteve em grande nível com grandes tempos. Miguel Barroqueiro – percurso de costas: 1. 05,67 Luís Filipe Viana – percurso de bruços 1:07,87; João Pedro Rosa – percurso de mariposa 1:05,91¸João Afonso Goncalves – percurso de crol 58,44.

Todos deram o máximo nesta competição que era constituída por 13 provas (11 individuais e duas estafetas), podendo cada nadador participar no máximo de 3 provas individuais e as duas estafetas:

  • O nadador Luís Viana, para além de integrar as provas de estafetas, teve a tarefa de competir nas 2 provas de Bruços e ainda fruto de uma indisponibilidade de um colega à última da hora nadou os 200 estilos obtendo grandes resultados, nos 100m Bruços ao ser 8ºClas com 1:06,74 na passagem para os 50 fez a segunda melhor marca de sempre. Foi 6ºClas nos 200m Bruços 2º melhor tempo de sempre 2:27, 89 (RP 2:27,11). Nos 200 estilos fez 2:28,84.
  • O nadador e Capitão de equipa João Rosa foi-lhe atribuída a “espinhosa missão” de nadar os 200 Mariposa, 400 e 800 livres, fez tempos muito próximos dos seus recordes pessoais. Para curiosidade de todos o capitão desde do ano de 2000 até agora nadou por 119 vezes os 200 mariposa em piscina curta e 46 vezes em longa.
  • O nadador João Gonçalves também deu o seu contributo, nadou os 50 livres onde igualou o seu recorde pessoal 26,42. Nadou os 100 livres e realizou as duas de estafetas sempre a livres.
  • O nadador José Sousa nadou os 100 mariposa, registo para um excelente Recorde Pessoal 1:08,72 anterior 1:12,81.
  • Miguel Barroqueiro fez os 100 1:04,53 e 200 costas 2:24,46 bons tempos realizados para quem treina muito pouco, mas continua sempre pronto para ajudar a equipa.

Na classificação final de equipas masculinas, os Vikingues equipa recentemente formada, que apresentou uma equipa recheada de antigos nadadores do Benfica e do Sporting, não tiveram grandes dificuldades para vencerem este campeonato. Assim os Vikingues, sagrou-se campeão nacional da 3ª Divisão com 380 pontos, repartindo o pódio com o Clube Natação de Olhão que fez 343, em 3º lugar do pódio ficou a equipa da Naval Praia da Vitória dos Açores com 316 pontos. A fechar a subida à 2ª divisão ficou a equipa da Cova da piedade com os mesmos pontos do Naval Praia da Vitória.

 

“XI MEETING CIDADE DA GUARDA”

➢ JOÃO SIMÕES ABS 3º CLASSIFICADO AOS 100 MARIPOSA

➢ CAROLINA MARCHANTE CADETE A 3ª CLASSIFICADA AOS 50 MARIPOSA

➢ MIGUEL HENRIQUES CADETE C 3º CLASSIFICADO AOS 50 COSTAS E 50 LIVRES

Realizou-se no passado dia 23 de novembro o XI Meeting Cidade da Guarda com a presença 14 clubes divididos pelas associações PORTO, COIMBRA, SANTARÉM, INTERIOR CENTRO. Participaram 130 atletas, pelo CLAC Entroncamento participaram 14 nadadores a saber- CADETES – Carolina Marchante, Gabriel Chambel, Miguel Henriques, Rodrigo Dias, Afonso Leite, Francisco Machado, André Matos, Rafael Novais, Maria Cruz, Marta Machado. INFANTIS B – Diogo Faustino, Rodrigo Cotrim e Bernardo Marques Fernandes. ABSOLUTOS – João Simões. A convite do Clube Natação da Guarda a equipa do CLAC apresentou-se com os nadadores possíveis, em virtude da realização dos Campeonatos distritais absolutos, obtendo bons resultados. O nadador João Simões sénior na prova de 100 mariposa fez 3º classificado. Relativamente aos mais novos, destaque mais uma vez para a Carolina Marchante com 3º lugar aos 50 mariposa com recorde pessoal e com um tempo muito interessante para um cadete. Também em grande destaque teve o nadador cadete C com excelentes indicações para o futuro 3º lugar aos 50 costas e 50 livres.

A equipa realizou 30 novos recordes pessoais e com boas evoluções nos nadadores cadetes. 

“CAMPEONATO DISTRITAL DE ABSOLUTOS” E “TORNEIO DE PREPARAÇÃO   DE  INFANTIS”

 

             LUÍS VIANA CAMPEÃO DISTRITAL AOS 100 BRUÇOS E VICE CAMPEÃO AOS 50 BRUÇOS

             “RAFA” GOMES vence os 100, 200 Livres e 100 Mariposa, 2º classificado aos 400 Livres

 

Decorreu nos passados dias 23 e 24 de novembro, na piscina municipal de Tomar os Campeonatos Distritais de Absolutos e a Jornada de Apuramento no escalão de Infantis. Nesta competição participaram 216 nadadores em representação de 15 clubes, prova organizada pela ANDS, com arbitragem a cargo do seu conselho regional.

A equipa do CLAC apresentou-se em bom plano, tendo alcançado 2 pódios ambos obtidos pelo nadador Luís Viana, com ouro nos 100 bruços e prata nos 50 bruços. A nível individual:

Francisco Apolónio Alexandre foi o nadador que mais Recordes Pessoais obteve num total de nove entre passagens e tempos finais sendo juvenil e a competir com juniores e Séniores teve um excelente desempenho especialmente aos 50 livres e 100 mariposa.

Diogo Antunes obteve 2 recordes pessoais aos 50 e 100 bruços a evoluir bastante tendo em conta que começou muito tarde a sua prática  competitiva (apenas com 2 anos de competição), mas a continuar assim poderá atingir outros patamares.

Miguel Barroqueiro um dos “dinossauros” da equipa, sempre pronto para ajudar o clube a contribuir com a sua experiência na ajuda aos mais novos, nadou abaixo dos seus melhores tempos, mas sendo um atleta trabalhador foi muito positiva a sua prestação.

Rafael Gomes – quatro provas nadadas 4 recordes pessoais 100, 200 e 400 livres 100 mariposa, venceu 3 provas no escalão de infantil e foi 2ª noutra. Tempos fantásticos e merecidos fruto do seu empenho máximo nos treinos, muito próximo dos mínimos de acesso aos campeonatos nacionais.

João Rosa o “2º dinossauro” da equipa também ele trabalhador atleta engenheiro de profissão a treinar 2 a 3 vezes por semana um exemplo para todos, ainda assim com recorde pessoal aos 200 livres, melhorando o seu tempo em 1,6 segundo (tempo atual 2:08,45 anterior 2:09,71.

Ivo Serra- Em grande evolução obteve 2 recordes pessoais nos 50 e 200 livres.

João Simões – em estreia absoluta pelo CLAC e também a fazer o seu estágio profissional treina 2 vezes por semana, mesmo assim obteve 3 recordes pessoais.

José Sousa – a treinar também muito pouco estudante universitário realizou várias provas muito próximo dos seus melhores tempos, realizou a sua melhor performance aos 50 livres onde igualou o seu antigo recorde pessoal.

João Afonso Goncalves – Também estudante universitário com pouco treino no físico veio trazer experiência aos mais novos, esteve um pouco longe dos seus melhores dias, fez a sua melhor performance na prova de 50 livres.

Luís Viana – “O dinossauro Mor” o mais velho da equipa, médico de profissão e que ainda consegue treinar, venceu os 100 bruços, foi 2º aos 50 bruços e 4º classificado aos 200 bruços. Realizou ainda recorde pessoal aos 50 mariposa, fez prestações sempre acima dos 90% de eficácia, um exemplo a seguir.

Joana Patrícia Antunes (JP) – Foi a nadadora mais versátil nadou bruços 50,100 e 200, nadou mariposa 200, nadou estilos 200, nadou os 100 livres, foi a 2ª na hierarquia dos recordes pessoais   obteve 9 no total com relevo para os 50 e 100 bruços e na abertura da estafeta de 4×100 livres onde obteve o tempo de 1:08,78. A evoluir muito nas técnicas alternadas crol e costas e que é muito significante para a abordagem das provas de estilos.

Matilde Nabeiro Monraia – Realizou um excelente campeonato, obteve 8 recordes pessoais entre passagens e tempos finais. Outra nadadora que iniciou a prática bastante tarde em grande evolução e aos poucos começa a impor-se. Grande melhoria aos 200 bruços, 100 e 200 costas.

Marta Chambel Dias – Depois de tudo o que aconteceu!!! obteve 4 recordes pessoais, 2 vezes aos 50 bruços onde foi 5ª na geral absoluta, RP aos 100 bruços 4ª classificada e foi 5ª classificada aos 200 bruços com RP.

Maria Inês Esteves – nadou apenas 2 provas a única infantil do CLAC a participal obteve 5 recordes pessoais. Nos 50 e 100 livres na passagem e aos 200 como tempo final. Na prova de 200 bruços fez também recorde pessoal na passagem dos 100 e no tempo final também.

Erna Sabanovic  – A melhor deste campeonato com a obtenção de 10 recordes pessoais entre passagens e tempos finais. Destaque para as 200 costas RP 2:46.54 e 100 livres pela 1º vez abaixo de 1:10 fez 1:09,99. Nos 100 costas bateu por 3 vezes o seu próprio recorde. Na passagem aos 200 fez (1:19,51) na prova individual (1:17,06) e na estafeta de 4×100 estilos (1:17,05). A sua melhor performance foi aos 50 costas com novo recorde pessoal (35,83).

Barbara Maia Freitas – foi a nadadora que mais provas nadou obteve 2 recordes pessoais aos 50 costas (35,18) e 50 mariposa (35,20). Realizou também um excelente tempo aos 50 livres ficando a escassos 14 centésimos do seu recorde pessoal. Todas as suas performances foram acima dos 92% de eficácia, é uma nadadora muito versátil e que a pouco e pouco começa a conhecer melhor o que consegue fazer. Continua a treinar bem e poderá no futuro próximo especializar-se em provas mais curtas.

Joana Silva Antunes – nadou 3 provas neste campeonato ficando um pouco longe dos seus melhores tempos.

Mesmo sem muitos pódios a equipa do CLAC esteve muito bem com prestações de bom nível. A equipa realizou um total de 60 recordes pessoais com uma média de eficácia de 96%. Apesar de todos os condicionalismos bem conhecidos por todos, continua a ser a única equipa sem treinos bi-diários e a única que representa verdadeiramente a cidade do Entroncamento. Por último agradecer aos pais dos atletas pela disponibilidade e por deixarem os vossos “filhos” entregues ao CLAC. Também de realçar que o nível de desempenho escolar destes minis atletas é excelente e que o desporto tem uma missão a cumprir no desenvolvimento psíquico, físico de cada criança jovem. Colocar o desporto acima de tudo não é uma missão é uma decisão de cada um.

Próxima missão campeonato nacional de clubes 3º divisão equipa – Equipa Masculina nada no dia 30 em SINES pelo e pela cidade do Entroncamento.

“TORNEIO DISTRITAL DO NADADOR COMPLETO – INFANTIS”

“TORNEIO DISTRITAL DE FUNDO  – JUVENIS”

O “Torneio Regional Nadador Completo-Infantis e Torneio de fundo – Juvenis” foi organizado pela Associação de Natação do Distrito de Santarém (ANDS) e decorreu na piscina Municipal de Coruche, realizando-se a 1ª Sessão durante a tarde do dia 16Nov19 e a 2ª Sessão na manhã do dia 17Nov198, tendo participado 12 clubes que inscreveram 122 nadadores das categorias

Juvenis (JUV-A e JUV-B), Infantis (INF-A e INF-B). A arbitragem esteve a cargo do Conselho Distrital de Santarém

Para se poderem classificar no Torneio do nadador completo, os nadadores, tinham a obrigatoriedade de nadar um total de cinco provas, 4 delas na distância de 100 m (Livres; Costas; Bruços; Mariposa) e os 200m Estilos. A falta, a desclassificação ou desistência em qualquer prova determina a eliminação imediata do torneio, podendo o mesmo continuar a participar nas provas em que se encontra inscrito e os tempos obtidos são homologados. No Torneio de Fundo os nadadores tinham que obrigatoriamente de nadar os 800 livres (F) 1500 (M) e os 400 estilos.

A equipa de natação do Clube de Lazer, Aventura e Competição do Entroncamento (CLAC-Entroncamento) participou com “6 nadadores no torneio nadador completo de infantis e 6 nadadores no torneio de fundo de juvenis”.  Nestes Torneios, nadador completo para infantis e Torneio de fundo para juvenis, foram batidos diversos recordes pessoais com especial relevo para os tempos muito interessantes de alguns nadadores. Rafael Gomes ficou em 5º na geral com 5 recordes pessoais, o mais valioso aos 100 mariposa, 1:14,60; fazendo 2º lugar. Nos 100 Livres fez 1:06,20 e 100 bruços 1:39,98. Este nadador tem trabalho muito desde do início da época e está cada vez mais próximo do seu grande objetivo.

Bernardo Fernandes foi a grande surpresa do campeonato com 4 recordes pessoais, 200 Estilos 3:16,15 e 100 Costas 1:33,16; no total, foi 8º classificado na geral. Diogo Faustino (RP) aos 100 costas 1:49,80, foi desqualificado do Torneio por falha na prova de 200 estilos. Grande ascensão a um novo patamar de exigência das nadadoras mais novos. Carolina Carrilho (RP) aos 100 B 1:58,94; 100L (RP) 1:42,15; Daniela Carrilho (RP) 100 B (RP) 1:50,44 e 100 Mariposa (RP) (1:59,89) Rodrigo Cotrim acabou o Torneio realizando todas as provas.

TORNEIO DE FUNDO- Ivo Serra (JUV-A) foi 11ºClas na geral -1500 Livres 21:22.30 (RP)

e 400 Estilos 5:53.51 (RP), Francisco Polónio (JUV-A) foi 12ºClas – 1500 Livres 21:29.71 (RP) e 400 Estilos 6:03.54 (RP) e Diogo Antunes (JUV-A) foi 14º Clas – 1500 Livres 22:53.28 e 400 Estilos foi desclassificado.

Barbara Freitas (Juv-B) que foi 9ªClas – 800 Livres 11:52.93, 5ª Clas 400 estilos 6:15.70

Joana P. Antunes (Juv-B) foi 7ªClas – 800 Livres 11:19.73 (RP) 6ª Clas 400 estilos 6:20.50 (RP)

Matilde Nabeiro Monraia (Juv-B) 12:51.11 (RP), 11ª Clas 400 estilos 6:47.02 (RP)

A Equipa produziu 23 recordes pessoais em 38 provas nadadas.