Foto Vera Marmelo
PUB

Prevista para este ano, a 12.ª edição do BONS SONS será adiada para agosto de 2024. Um adiamento que não deixa de ser triste, mas que acontece devido às melhores razões.

Finalmente, após tantos anos, começaram as tão ansiadas obras de requalificação do largo (Largo do Rossio) e do centro de Cem Soldos – área ocupada pela quase totalidade do recinto do BONS SONS.

PUB

Esta requalificação, desenvolvida pelo Município de Tomar, com duração estimada até ao verão deste ano, significa o aumento da qualidade de vida das pessoas que habitam e que visitam a aldeia, melhorias nas infraestruturas, no saneamento básico e drenagem de águas, na pavimentação de vias e áreas de lazer, na iluminação/eletricidade, no mobiliário urbano, na circulação das pessoas e dos automóveis e na organização do estacionamento.

Um espaço digno – virado para as pessoas, transformando, protegendo e melhorando a vivência da aldeia – que a população de Cem Soldos tanto ansiava há vários anos. Uma mais-valia para a qual o BONS SONS também contribuiu e começou por ser pensada no seio da comunidade, envolvendo várias instituições académicas na conceção de um projeto que espelha e valoriza as tradições e dinâmicas culturais singulares, mas que permite também a criação de áreas dignas de lazer, convívio e encontro, como há muito merece Cem Soldos e quem a visita, que vive a aldeia, durante o BONS SONS ou noutras alturas do ano.

Esta intervenção inviabiliza a realização do festival e justifica, assim, o adiamento do BONS SONS para 2024, uma edição que começará a ser preparada desde já, com o tempo necessário para repensar o festival e adaptá-lo ao novo recinto que surgirá entre o casario da aldeia.

Participação, Criação e Festa são as componentes de uma preparação levada a cabo pelo SCOCS – Sport Club Operário de Cem Soldos – que durará cerca de um ano e meio e que pretende envolver parceiros, apoios, comunidade de Cem Soldos e comunidade BONS SONS em geral, mantendo o vínculo através de ações pontuais, a preparar e anunciar a seu tempo.

Neste “até já”, nunca é demais agradecer a todas as instituições que apoiam e ajudam o BONS SONS a receber melhor o público, a todos os públicos que estão em sintonia desde o primeiro momento com a missão do festival, artistas, equipas técnicas, agentes, parcerias, serviços da região, fornecedores, jornalistas, repórteres de imagem e toda a comunidade que vive e organiza o BONS SONS.

PUB