Foto EOL

Na manhã desta terça-feira, dia 3 de dezembro, à hora de levar os filhos à escola, jardins de infância e entrar nos empregos o trânsito engarrafou mais do que o habitual e foi o caos no centro da cidade com a rua António Marques Agostinho, que liga o Largo da Capela de São João Batista às bombas da Prio, encerrada ao trânsito.

O corte estava previsto, devido à execução da conduta adutora da rede de abastecimento de águas do Entroncamento e estava anunciado no site do município, o que não terá sido suficiente, assim como terá faltado no terreno ajuda para a fluidez no trânsito.

Contactado pelo EOL o Presidente da Câmara, Jorge Faria referiu que “no âmbito da execução da conduta adutora da rede de abastecimento de águas do Entroncamento, foi comunicado às autoridades pelos meios normais, mas houve de facto, durante a manhã uma falha na coordenação do trânsito, mas logo que foi detetada corrigiu-se e neste momento está tudo a funcionar com toda a normalidade. Nós já reforçámos com uma nova informação quer no site quer com informação enviada ao EOL, para que as pessoas possam ter uma perceção mais clara do que está em causa. Neste primeiro período de intervenção, o que estará encerrado é a rua António Marques Agostinho, entre a capela de São João Baptista e as Bombas de gasolina da Prio e depois ir-se-á também encerrar por troços até à avenida da estação, para minimizar a mobilidade e vida das pessoas. É uma obra que é importante e que não pode ser interrompida nesta quadra, mas vamos tentar que cause o menor transtorno possível. Por exemplo a travessia da rua 5 de outubro estamos a tentar programá-la para um dia que tenha menos movimento e se tiver que ser encerrada que seja no máximo dos máximos por um dia. Lamentamos o transtorno e apelamos à compreensão, prometendo tudo fazer para minimizar o transtorno”.

Segundo o comunicado da Câmara Municipal do Entroncamento a obra tem a duração de 60 dias e vai passar pelas ruas 5 de outubro, António Marques Agostinho, Largo São João Baptista, Padre Manuel Caetano, Largo das Vaginhas e Roberto Ivens.

Esta interrupção será efetuada por troços de acordo com o plano de sinalização e trânsito (Planta Geral de Intervenção), ficando acautelado o acesso dos moradores e veículos de emergência.

“Informamos ainda que, de forma a advertir os automobilistas e a regular o trânsito, haverá sinalização temporária, que será retirada após a conclusão dos referidos trabalhos, restituindo-se à via as normais condições de circulação. Agradecemos a compreensão de todos e lamentamos os transtornos que esta situação possa causar. Estamos a trabalhar na melhoria da cidade!”, lê-se no comunicado.

PLANTA DE TRÂNSITO                                                 PLANTA GERAL DA INTERVENÇÃO