Mais Segurança. Melhor Socorro. Parabéns à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes Obrigado a todos os bombeiros, e às suas famílias.
PUB

Desenvolver uma nova fase da emergência pré-hospitalar, melhorar a eficácia no combate a incêndios florestais e a intervenção dos meios especiais de socorro são as atuações assumidas como prioritárias para o ano de 2019 pela direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes (AHBVA). Já a redução de custos de funcionamento da estrutura, a diversificação das fontes de financiamento e o aumento do fundo de resiliência são marcas dos objetivos financeiros, revelou o presidente da direção da AHBVA durante a apresentação do Plano de Atividades e orçamento para 2019, superior a 1 ME, ao Executivo Municipal, no dia 25 de janeiro.

João Furtado destacou algumas estratégias prioritárias para o corrente ano. Desde logo, o plano de resposta operacional para combate a incêndios florestais que, em resumo, pretende “olhar a realidade de cada aldeia” do concelho, com incidência naquelas que são consideradas mais críticas e mais expostas ao fenómeno dos incêndios, e “perceber” as respostas concretas e operacionais. Mas também a manifesta disponibilidade para apoio técnico à implementação do projeto “Aldeia Segura”. Por outro lado, a AHBVA está a trabalhar as condições para a criação da figura do agente local de socorro com a finalidade de atuar nas zonas mais distantes do concelho.

PUB

Em matéria de formação de recursos humanos, outra das apostas da associação, que está acreditada como entidade formadora, é expandir a formação na área do pré-hospitalar.

Como novidade, o presidente da direção anunciou que a associação vai assegurar mais um operacional a integrar a Equipa de Intervenção Permanente, passando de 5 para 6 elementos. Até agora, a Câmara Municipal e a Autoridade Nacional de Proteção Civil asseguravam a despesa inerentes a esta equipa, formada em 2018, cuja missão é reforçar o socorro às populações. Segundo João Furtado, no período critico dos incêndios esta equipa será pré-posicionada na zona norte do concelho de Abrantes para realizar patrulhamento ativo e, em caso de incêndios, assegurar uma primeira intervenção. Com 6 elementos ficará com condições para operar 2 veículos pesados. Tal como em anos anteriores, no sul do concelho haverá também um posto avançado de operacionais.

Recordamos que, para fazer face aos encargos fixos do corpo de bombeiros, o Município e a Associação estabeleceram em 2013 um protocolo através do qual a autarquia se comprometeu a atribuir-lhe um subsídio mensal, tendo por base o duodécimo dos encargos anuais que a Câmara tinha com a sua corporação municipal. Desde que foi formalmente constituída, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes “presta contas” ao Executivo Municipal, aos partidos políticos e à população do concelho.

No final da intervenção, a presidente da Câmara congratulou-se com o desempenho da associação por estar a desenvolver junto da população uma cultura de prevenção de segurança e respeito pelo ambiente e pela manutenção da sustentabilidade financeira. Maria do Céu Albuquerque registou apreço pelo profissionalismo e empenho de todos os colaboradores, profissionais e voluntários.

Fernanda Mendes

PUB