PUB

Celebrado protocolo de colaboração entre a Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) e a ACATIM – Associação Comunitária de Apoio à Terceira Idade de Mouriscas, ao abrigo do programa “Bata Branca”

 A Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) acaba de reforçar o número de médicos de família ao serviço dos cuidados de saúde primários do concelho de Abrantes, ao abrigo do projeto “Bata Branca”.

PUB

Numa parceria que envolve o setor social local – a instituição de utilidade pública ACATIM – Associação Comunitária de Apoio à Terceira Idade de Mouriscas –, os utentes sem médico de família atribuído, do polo de Mouriscas da Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Abrantes (UCSP), vão passar a ter mais consultas e acesso a cuidados de saúde.

A partir do próximo mês de abril passam a estar integrados no polo de Mouriscas, da Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Abrantes (UCSP), no modelo de “Bata Branca”, dois médicos que semanalmente disponibilizam horário para consulta médica à população desta freguesia de Abrantes que não tem médico de família atribuído.

As consultas irão realizar-se semanalmente às terças, quintas e sextas-feiras, prevendo o protocolo de cooperação entre a ULS Médio Tejo e a ACATIM, um total de 14 horas semanais de reforço de horário de atendimento nos cuidados de saúde primários.

O agendamento e marcação das consultas a serem realizadas por estes dois médicos da ACATIM são efetuados pelo secretariado e nas instalações da UCSP.

“Temos o dever de trabalhar em conjunto – Estado, autarquias e setor social – numa busca contínua de soluções e na resolução dos problemas de escassez de meio humanos, nomeadamente nos territórios mais periféricos e no domínio dos cuidados de saúde primários de proximidade, que são a base da promoção da saúde e prevenção da doença”, refere Casimiro Ramos, Presidente do Concelho de Administração da ULS Médio Tejo, a propósito deste protocolo de cooperação.

A ACATIM é uma entidade de referência do setor social do concelho de Abrantes. Criada em 1983, é uma instituição sem fins lucrativos constituída sob forma de IPSS (instituição de utilidade pública), com sede em Lugar das Aldeias, na Freguesia de Mouriscas e Concelho de Abrantes. Tem como objeto da sua atuação a proteção social dos cidadãos na doença, a prevenção, promoção e proteção na saúde, nomeadamente, através da prestação de cuidados de medicina preventiva, curativa, de reabilitação e assistência medicamentosa.

A Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) iniciou atividade a 1 de janeiro de 2024. A criação da Instituição inseriu-se no âmbito de uma reestruturação do modelo organizativo de prestação e cuidados no âmbito do Serviço Nacional de Saúde, visando mais e melhores cuidados e uma relação mais próxima com a comunidade.

A ULS Médio Tejo é constituída pelo Hospital Dr. Manoel Constâncio – Abrantes; Hospital Nossa Senhora da Graça – Tomar e Hospital Rainha Santa Isabel – Torres Novas; por 35 Unidades Funcionais de Cuidados de Saúde Primários.

A ULS Médio Tejo dá resposta direta a cerca de 169.274 utentes dos concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Sardoal, Tomar, Torres Novas, Vila Nova da Barquinha e Vila de Rei.

PUB