Especialistas da fileira do azeite, organizações nacionais e representantes de instituições internacionais do Brasil, Espanha, França, Grécia, Itália, entre outros, debateram hoje o setor do azeite no World Olive Oil Summit, iniciativa que engloba o Congresso Nacional de Azeite e o Simpósio de Olivicultura e que decorre até amanhã na 55ª Feira Nacional de Agricultura, certame que se realiza no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, até ao próximo dia 10 de junho e que hoje contou com milhares de visitantes.
 
O Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luis Medeiros Vieira, manifestou sua satisfação pela realização do World Olive Oil Summit e afirmou que a olivicultura é um caso de sucesso na agricultura portuguesa. “O desenvolvimento na área do olival e azeite deve-se ao dinamismo, à inovação, à capacidade de ultrapassar obstáculos e à resiliência dos agricultores portugueses”, acrescentou.
 
José Gouveia, Embaixador do World Olive Oil Summit, referiu que a organização do evento tem como objetivo “divulgar e chamar a atenção para a importância do sector oleícola”, já que Portugal é um dos principais exportadores.
 
De acordo com este responsável, apesar da produção ter crescido exponencialmente, é necessário apostar na educação dos mais novos, no Ensino Superior e nas Escolas de Hotelaria onde ainda se usa pouco o azeite.
 
O Presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa, realçou o papel do sector agro-alimentar, uma área de “grande inovação tecnológica que tem um papel fundamental na economia e na saúde alimentar”, acrescentando que a “produção de azeite quadriplicou nos últimos 10 anos.”
 
No entanto, no âmbito da sua intervenção, Eduardo Oliveira e Sousa alertou para o anunciado decréscimo de orçamento da PAC, que será “negativo para os consumidores e para os cidadãos.”
 
No Congresso Nacional de Azeite, ao longo do dia abordaram-se as “Perspectivas do Comércio Mundial de Azeite”, as “Diferentes Abordagens ao Mercado” e os “Padrões de Consumo em Gastronomia e Turismo”, enquanto no Simpósio de Olivicultura estiveram presentes questões mais técnicas como a “Protecção da Oliveira” e as “Técnicas Culturais”.
 
Organizado pela CAP e com participação de associações nacionais e representações internacionais, realizou-se o colóquio relacionado com Organismos Geneticamente Modificados. O objectivo desta conferência internacional foi dar a conhecer os avanços da biotecnologia e a sua aplicação na agricultura do futuro contando com as perspectivas de oradores nacionais e internacionais peritos na matéria.
 
Durante o dia, a Jerónimo Martins apresentou o Manual de Agricultura Sustentável e deu a conhecer o trabalho conjunto que tem realizado neste âmbito com os seus fornecedores de frutas e legumes.
 
“Sustentabilidade e Valor Acrescentado” foi o mote para a realização de um seminário por iniciativa da Agrogarante e que teve a participação de várias empresas analisando temas como “Garantias e Instrumentos Financeiros para o Setor Primário” e “Tendências do Setor na Região”.
 
Com o objetivo de dar a conhecer a raça e alertar para as suas características decorreu o Workshop “O Cavalo do Sorraia – uma raça a promover e divulgar” no qual se abordou a “Caracterização da Raça Sorraia: Aspectos demográficos e genéticos”, a “Utilização de técnicas moleculares na conservação do Cavalo Sorraia” ou “A funcionalidade do Cavalo Sorraia”.
 
Presidente do PSD na Feira Nacional de Agricultura
 
O Presidente do PSD, Rui Rio, esteve hoje na Feira Nacional de Agricultura e aproveitou a visita para contactar com vários expositores durante o período em que esteve no certame. Ao final da tarde, o líder dos sociais-democratas afirmou que “a Feira Nacional de Agricultura é a prova da qualidade e quantidade produção nacional e do desempenho da agricultura portuguesa.”
 
Quanto às negociações relativas à Politica Agrícola Comum referiu que os cortes previstos vão obrigar a uma “maior intervenção dos orçamentos nacionais”, mas Portugal terá que tentar “melhorar a situação no pilar referente ao desenvolvimento da agricultura.” Apesar do orçamento comunitário ter baixado, em especial devido à saída do Reino Unido da U.E. “continuaremos a reclamar junto da União Europeia para que Portugal consiga uma solução mais favorável. Temos de reforçar a posição portuguesa com o intuito de corrigir significativamente estas propostas”, acrescentou.
 
Dia do Município de Santarém
 
Hoje foi o Dia de Santarém na 55ª Feira Nacional de Agricultura. A autarquia ofereceu convites a todos os que residem ou trabalham no concelho de Santarém e ao longo do dia registou-se uma assinalável moldura humana. Recorde-se que as pessoas com um Barrete de Campino (Genuíno) ou registadas na APP do Município também puderam entrar na FNA 18 sem pagar entrada.
 
Paralelamente, a Câmara Municipal de Santarém, apresentou ao público a “Carta Gastronómica do Ribatejo” e o projecto “In.Santarém”, iniciativa que aposta na valorização e reforço dos recursos culturais da cidade e na sua viabilização económica com o objetivo de “viver” o Centro Histórico da cidade.
 
Os HMB finalizaram a noite com uma actuação no Palco do Grande Ringue.
 
8 de junho
 
Amanhã, destaque para a presença do 1º Ministro António Costa, do comissário europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan, e Carlos Moedas, comissário europeu para a Ciência, Investigação e Inovação, no congresso “Grandes Desafios para a Agricultura no Futuro”, organizado pela CAP e que decorre no âmbito do “World Olive Oil Summit”.
Na área de animação, “David Antunes & The Midnight Band” e “Kura” actuam no Palco do Grande Ringue.
 
HORÁRIOS
02 a 09 de Junho
 
Nave A “Prazer de Provar”: 12h00 - 22h30
Nave B: 10h00 - 22h30
Nave C: 10h00 - 00h00
Zona Exterior: 10h00 - 22h30
Actividades Lúdicas:10h00 - 03h00
 
Nota: A entrada no recinto é efectuada até à 01h00
Domingo, 10 de Junho
 
Nave A “Prazer de Provar”: 12h00 - 20h00
Nave B: 10h00 - 20h00
Nave C: 10h00 - 20h00
Zona Exterior: 10h00 - 20h00
Actividades Lúdicas:10h00 - 20h00
 
Nota: A entrada no recinto é efectuada até às 19h00