O PSD do Entroncamento acusa em comunicado emitido hoje, o executivo do Partido Socialista de “puro sectarismo ideológico”, a propósito de PS e CDU terem chumbado esta tarde em reunião de Câmara a proposta de reconhecimento público pela realização do videoclipe “A Máquina” a Pedro Dionísio e à TVE, proposta apresentada pelo PSD na Assembleia Municipal do Entroncamento.
 
Aprovada que foi a proposta na última reunião da Assembleia Municipal, que teve lugar no dia 23 de fevereiro, coube hoje ao Executivo de Jorge Faria deliberar sobre a mesma, nos termos do Regulamento de Condecorações do Município do Entroncamento.
 
O Comunicado do PSD termina afirmando que: “O Partido Socialista, com esta gestão ditatorial de Jorge Faria e da sua equipa, veio mostrar bem o seu apego aos valores: ordena contra tudo e contra todos de forma sectária, abandona a Assembleia Municipal como abandona a Cidade, tem vergonha do que o Entroncamento é e, além de não o estimar, ainda desvaloriza quem dele quer fazer um lugar melhor. Jorge Faria tem vergonha da Cidade a que preside e o PSD tem pena que o Senhor Presidente da Câmara ainda não tenha percebido que governar os destinos da Autarquia não é o mesmo que decidir unilateralmente qualquer questão da vida doméstica ou pessoal”.