Era uma exótica ave rara, um passarão,
Por ser guloso impuseram-lhe uma faixa –
Que dizia: “Este é reguila, vamos metê-lo numa caixa,
Para vermos como se comporta, o glutão”!
 
E mal entrou na dita caixa, o maganão,
Logo por lá provocou enorme alvoroço…
Sugou os tratadores e companheiros, até ao osso,
Obrigou-os a pôr na caixa mais ração!
 
Empoleirou-se numa torre de marfim, dentro da caixa,
Nela instaurou sólida e férrea ditadura,
E reduziu-lhe o largo espaço… Cantou vitória!
 
Esperando um dia exibir na sua faixa,
Letras douradas, sob uma coroa de glória:
- “Eis um herói, que na caixa impôs sua bravura”!
 
Alfredo Martins Guedes