O Município de Tomar vai despender uma verba superior a 10 mil euros em auxílios económicos aos alunos do 1º ciclo do concelho durante o ano lectivo 2017/2018. A informação da Unidade de Intervenção Social e Educação, que foi presente ao executivo camarário na segunda-feira, aponta para um total de 343 candidaturas a apoio apresentadas dentro do prazo estabelecido.
 
Destas, verificou-se que 163 têm direito ao escalão A e 108 ao escalão B, que correspondem a um total de 10.007 euros. Das restantes candidaturas, pouco mais de três dezenas foram excluídas por não corresponderem aos parâmetros exigidos ou porque a situação dos alunos se alterara, estando ainda 36 a aguardar a emissão de parecer social.
 
Os auxílios económicos traduzem-se na atribuição de um apoio financeiro para a aquisição de livros e material escolar a alunos do 1.º ciclo do ensino básico, pertencentes a agregados familiares cuja condição socioeconómica determina a necessidade de comparticipações para fazer face aos encargos com o prosseguimento da sua escolaridade. No presente ano letivo, os manuais escolares ficam excluídos dos auxílios económicos, considerando a gratuitidade prevista no Orçamento do Estado para 2017.
 
Todavia, a aludida gratuitidade não contempla os livros de fichas, recursos didáticos que são regularmente utilizados nas aulas, pelo que o Município de Tomar, procurando promover o sucesso escolar dos alunos, irá comparticipar os referidos livros de fichas aos alunos subsidiados do 1.º ciclo do ensino básico da rede pública.