O cheiro nauseabundo que se faz sentir no Entroncamento em dias de mais calor tem origem num terreno na Barroca, onde são despejados estrume de aviário e segundo denúncias de moradores efetuadas nas redes sociais e na GNR “partes de aves, nomeadamente galinhas já em fase de decomposição”
 
Segundo o EOL pôde apurar na Barroca “o terreno onde é espalhado o estrume, sem ser enterrado e com restos de aves (galinhas em decomposição) é propriedade de um dono de um aviário, sendo que para além do cheiro nauseabundo que se sente no local e que o vento leva até ao Entroncamento, provoca, segundo a população, um aumento astronómico do número de moscas na zona”.
 
Segundo o Tenente Antunes do Posto da GNR de Torres Novas, contactado pelo EOL “a equipa do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, já esteve no terreno, após várias denúncias feitas através do SOS Ambiente e encontraram apenas estrume, sem resíduos de animais em decomposição”, afirmando que “ainda hoje (quinta-feira) voltaram ao local. Se for apenas estrume, não existe crime.”
 
O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Luís Silva, disse ao EOL que "a Câmara Municipal está atenta e a acompanhar o processo e os resultados das visitas ao local pelos técnicos do ambiente".