Foi divulgado hoje, 11 de abril, o ranking do ITM – Índice de transparência Municipal referente ao ano de 2017, no qual o Município do Entroncamento sobe 25 posições no ranking e surge no top 3 dos municípios do Médio Tejo, em 5ª posição no distrito de Santarém e 50ª posição a nível nacional.
 
O ITM analisou os websites dos 308 municípios, segundo 76 indicadores de diferentes áreas, nomeadamente a informação de interesse público disponibilizada aos cidadãos nos Websites das Câmaras Municipais.
 
O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria afirma que “…este resultado é o retorno do trabalho de comunicação e interação com os cidadãos que temos vindo a desenvolver, sendo que o caminho será o de continuar a reforçar o clima de confiança entre os munícipes e o município, consolidando a democracia local com a premissa de garantir a maior transparência na gestão da coisa pública.”
 
Torres Novas em segundo no Médio Tejo 
 
O Município de Torres Novas alcançou o 36.º lugar no Índice de Transparência Municipal 2017 num total de 308 municípios, sendo o segundo concelho da região do Médio Tejo (a seguir a Vila de Rei que ocupa o 11.º lugar da geral). 
 
O Índice de Transparência Municipal (ITM) permite ao cidadão e ao decisor aferir o grau de transparência do seu município através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nos websites das Câmaras Municipais. O ITM foi elaborado pela Transparência e Integridade, em colaboração com a Unidade de Investigação em Governança, Competitividade e Políticas Públicas da Universidade de Aveiro, que colaborou no processo de recolha e validação de dados. Trata-se de uma avaliação anual da informação de interesse público disponibilizada pelos 308 municípios portugueses nos seus websites oficiais, em sete áreas distintas: A- Informação sobre a organização, composição social e funcionamento do Município (18 indicadores); B- Planos e Relatórios (13 indicadores); C- Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos (5 Indicadores); D- Relação com a sociedade (8 indicadores); E- Transparência na Contratação Pública (10 Indicadores); F- Transparência Económico Financeira (12 indicadores); G- Transparência na área do urbanismo (10 indicadores). 
 
Torres Novas obteve 71,43 pontos na dimensão A; 42,86 na dimensão B; 92,86 na C; 50 na D; 64,29 na E, 92,86 na F e 71,43 na G, obtendo um total de 72,8 pontos em 100 possíveis. 
 
Este ano não foram alterados os 76 indicadores de interesse público procurados nos portais municipais, mas a equipa do Índice estipulou critérios mais estritos para considerar cada indicador como estando cumprido.
 
O objetivo é incentivar os municípios a melhorar a qualidade da informação prestada aos cidadãos. Tal como nos anos anteriores, cada município teve a oportunidade de sugerir correções à informação recolhida pela equipa do Índice, antes da elaboração do ranking. Este ano 190 municípios exerceram o direito ao contraditório, enviando sugestões de correção à informação recolhida que foram tidas em consideração antes da elaboração do ranking.