Os CTT associam-se às comemorações do Jubileu de Diamante de Sua Alteza o Aga Khan com o lançamento de uma Emissão Filatélica com um diamante de 1,25mm.
 
A cerimónia de obliteração de primeiro dia da Emissão Filatélica dedicada ao Jubileu de Diamante de Sua Alteza O Aga Khan decorreu esta segunda-feira, 9 de julho, no Palácio Foz, celebrando também o facto da sede mundial do Ismamat Ismaili ser em Lisboa.
 
 
Sua Alteza O Aga Khan, o Primeiro-Ministro António Costa, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, o Comendador Nazim Ahmad, representante diplomático do Ismamat Ismaili em Portugal e ainda o Presidente-Executivo dos CTT, Francisco de Lacerda, estiveram presentes nesta cerimónia.
 
 
A aventura da filatelia no nosso país remonta a 1 de julho de 1853 quando, no Palácio das Necessidades, D. Fernando de Saxe-Coburgo recebe o primeiro selo de Portugal, desenhado por si e representando sua mulher D. Maria II.
 
 
Para que o selo cumprisse a sua função era necessário provar que a missiva onde ele estava colado tinha sido apresentada aos serviços de correio num determinado dia. Criou-se assim a marca postal, o carimbo de primeiro dia, iniciando uma tradição para assinalar a entrada em circulação de Emissões Filatélicas com um carimbo cerimonial.
 
 
A Emissão Filatélica em causa possui um selo evocativo do Palácio Mendonça, futura sede do Ismamat Ismaili, e ainda um bloco dedicado ao Jubileu de Diamante.Deste bloco foi feita uma tiragem especial de 7.000 exemplares com um pequeno diamante incrustado de 1,25mm.
 
 
O Príncipe Karim Aga Khan é o 49.º Imam hereditário (líder espiritual) dos muçulmanos Shia Imami Ismailis. De acordo com 1400 anos de tradição muçulmana, o Imam é não apenas guia espiritual, mas também lidera o esforço para melhorar a segurança e qualidade das suas vidas e de todos aqueles com quem partilham o seu destino, independentemente do seu credo, género ou etnia. Foi neste contexto que foi criada a Rede Aga Khan para o Desenvolvimento, que está presente em Portugal desde 1983, através da Fundação Aga Khan.
 
 
Em 2015, Sua Alteza O Aga Khan assinou com a República Portuguesa, a convite desta, um acordo para o estabelecimento da sede formal do Imamat Ismaili (uma entidade supranacional que representa a sucessão dos Imams desde a época, e na descendência, do Profeta Muhammad) em Portugal. O Palacete Henrique de Mendonça, em Lisboa, passará a ser a sede mundial do Imamat Ismaili e funcionará segundo as regras de uma delegação diplomática estrangeira. Na Europa, Portugal tem uma das maiores concentrações de muçulmanos Ismailis.
 
 
As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.