Manuela Azevedo, a quem se deve parte considerável do trabalho que há muito se vem fazendo na ligação de Constância à memória de Camões, faleceu recentemente, deixando uma obra de muito mérito: o Monumento a Camões, o Jardim-Horto de Camões e a Casa-Memória de Camões. As próprias Pomonas Camonianas, que vão decorrer de 9 a 11 de junho, foram uma ideia sua à qual depois o município, as escolas e a comunidade em geral deram forma e dimensão.
 
Neste Ano Camões que, a Câmara Municipal em colaboração com a Associação Casa-Memória de Camões e com a Escola Luís de Camões, está a celebrar e que é também o ano do falecimento da jornalista, escritora e camonista Manuela de Azevedo, Constância vai prestar uma sentida e justa homenagem a esta amiga que, de forma generosa e entusiástica, lhe dedicou metade da sua longa vida.
 
A homenagem terá lugar no Jardim-Horto de Camões no dia 10 de Junho pelas 17h00. Mais do que da Câmara Municipal, será uma homenagem de toda a comunidade do Concelho.
 
As Pomonas Camonianas deste Ano Camões integram um conjunto muito vasto, diversificado e significativo de atividades, conforme programa já divulgado.