No dia 8 de junho na Biblioteca Municipal, a rúbrica “Conversas com Café”, comemorou o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, numa edição que contou com a presença do Doutor José Manuel Rodrigues Ventura.
 
Numa conversa informal, o convidado abordou o tema “Visão crítica e criativa de Camões” mostrando de uma forma original e apelativa o poeta Camões e a sua lírica.
 
José Manuel Rodrigues Ventura licenciou-se em Línguas e Literaturas Clássicas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, recentemente concluiu o doutoramento em Literatura e Língua Portuguesa.
 
Admirador do grande poeta Luís Vaz de Camões, José Ventura ao longo da sua atividade profissional tem desenvolvido diversas atividades de investigação nos domínios dos estudos Camonianos e receção de autores clássicos na atual literatura portuguesa.
 
“ Tenho um particular fascínio pela obra do autor e pelas várias alusões que o autor faz do ponto de vista ético, lírico sobre a mitologia, os códigos poéticos que ele herdou e trabalhou-os, códigos poéticos no seu tempo em Itália. Tudo isto de alguma maneira se veio a congregar num centro de interesse no particular gosto pelo estudo de Camões”, expressa José Ventura.
 
Durante o seu discurso mencionou vários aspetos da vida de Camões, explicou o significado das Comemorações de Camões, procurou analisar a obra do poeta abordando a forma de como esta tem vindo a ser atualizada ao longo dos tempos. Numa outra perspetiva, foi feita uma abordagem a outros poetas que utilizam e que estão ligados à obra de Camões.
 
Após esta exposição de José Ventura, alunas do 8º ano e a professora Maria José Moleirinho declararam poemas de poesia de, e sobre Camões através do poeta Manuel Bocage, Sophia de Mello Breyner Andresen, Manuel Alegre, Miguel Torga e Almada Negreiros.
 
A sessão terminou com questões do público para o convidado, sobre o tema central, Camões.
 
Rita Inácio