• Vhils, Carlos Vicente, Violante e Manuel João Vieira participaram em assembleias comunitárias com a população
• Debatidas ideias para as intervenções artísticas deste núcleo do Arte Pública Fundação EDP - em diálogo com o património construído, a cultura e as tradições locais.
 
No âmbito do programa Arte Pública Fundação EDP, o núcleo de Vila Nova da Barquinha – ARTEJO - realizou, nos dias 16 e 17 de maio, assembleias comunitárias no concelho, encontros esses que juntaram a população e os artistas: Alexandre Farto (aka Vhils), Violante, Carlos Vicente e Manuel João Vieira.
 
No dia 16 foram realizadas duas assembleias, nas localidades de Praia do Ribatejo e na Atalaia, às 18h00 e às 21h00, respetivamente. Já no dia 17 foi a vez de Tancos e Vila Nova da Barquinha acolherem os artistas que integram o projeto Arte Pública para esta região.
 
Democratizar o acesso à arte e permitir o envolvimento da população em novas experiências culturais, bem como estimular o desenvolvimento local através da realização de intervenções artísticas em espaço público são alguns dos objetivos desta iniciativa.
 
Importa destacar que o “Arte Pública Fundação EDP” está presente em Trás-os-Montes (Alfândega da Fé, Torre de Moncorvo, Miranda do Douro e Mogadouro), Ribatejo (Vila da Marmeleira, Assentiz, São João da Ribeira e Ribeira de São João), Alentejo (Campo Maior, Ouguela e Degolados) e Algarve (Vila do Bispo, Barão de S. João, São Bartolomeu de Messines, Alte e Alportel). Nas diferentes localidades, os projetos são operacionalizados pelos parceiros do seguinte modo: primeira fase de apresentação de artistas; segunda fase de apresentação de propostas; terceira fase de intervenções artísticas; quarta e última fase com visitas guiadas.