O Município de Constância e a Associação para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, organizam, no próximo dia 12 de maio, uma mesa-redonda dedicada ao tema: As Bibliotecas Itinerantes em Portugal e a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial. Algumas metodologias de recolha.
 
O evento, que terá lugar na Casa-Memória de Camões, em Constância, às 15h00, conta com a presença de um grupo de especialistas que abordarão os seguintes temas: «Génese, historial e perspetivas das bibliotecas em movimento. A importância da sua ação de salvaguarda do património cultural imaterial», por rui neves; «A Bibliomóvel de Proença-a-Nova e o património cultural imaterial», por Nuno Marçal; «Itinerâncias bibliotecárias e a salvaguarda do património cultural imaterial no Barroso», por Maria Gorete Afonso; «Recolhas de cariz imaterial entre a serra e o barrocal em São Brás de Alportel», por Cidália Pacheco; «Metodologias de recolha etnográfica. Registo de oralidades, performances tradicionais e outras expressões culturais imateriais enquanto memória e manifestação viva da identidade local», por Maria do Rosário Pestana. Os trabalhos será moderados por Luís Marques, Presidente da Associação Portuguesa para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial.
 
 
Com a realização desta mesa-redonda pretende-se refletir sobre o papel das Bibliotecas Itinerantes, na recolha, preservação e divulgação do património cultural imaterial. Registe-se que estes equipamentos ao percorrerem as localidades mais distantes e geralmente mais envelhecidas dos concelhos, tornam-se instrumentos únicos na recolha de memórias, de histórias de vida, de tradições, de costumes, etc, contributos valiosos para a elaboração da história local e para a afirmação e valorização da identidade cultural de uma comunidade ou concelho.